quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

AMOR PRÓPRIO X ORGULHO


 Atualmente é muito difundido nas redes sociais o amor próprio e concordo com sua importância para tudo na vida. O que é importante também, e que é pouco difundido, é a importância da pessoa que está do seu lado. E talvez o diálogo com a pessoa é muito mais eficiente do que a espera que ela sozinha tome consciência que errou.

Se ela é muito orgulhosa pense que uma atitude mais dura só vai dar ela a certeza eu esta tendo a melhor atitude. Essa semana estava assistindo ao filme “Separados pelo Casamento” e o final do filme é surpreendente porque todas as ações provam que esfriar a cabeça e conversar é sim uma atitude de amor próprio.
 Isso porque independente de quem foi a culpa o outro correspondeu com uma reação de ataque. Por experiência própria posso dizer que tenho uma língua bastante afiada e já machuquei muitas pessoas porquê de alguma forma havia me sentindo atacada e quando estive ao lado de uma pessoa que me mostrou, com muita paciência, muita mesmo, que quando conversamos nos entendemos melhor a minha percepção de ataques contra mim diminuíram. Eu passei a não deixar que a atitude ruim da outra pessoa afetasse a minha paz.

E no início foi uma tortura, me sentia humilhada, idiota e fraca por não responder. E depois de meses pude perceber que essa atitude me fortalece, pois impede que essas cargas negativas atrapalhem minha vida. Passei a ver que os ataques só são ataques bem-sucedidos se eu me sentir ofendida e que o objetivo deles é exatamente me desestruturar. E se eu possuo um escudo contra esses ataques além deles não me atingirem eles simplesmente me dizem que eu fico cada dia mais forte e mais feliz por não responder.

Foi a maior prova de amor próprio que fiz por mim. O ato de permitir que meu orgulho baixe e que meu sentimento de resolver seja maior que o pequeno prazer de uma resposta bem dada porque a partir do momento que eu firo quem eu amo eu estou me machucando. É acho que estou crescendo.
 Sei que ainda vou ter dificuldades em distinguir o orgulho do amor próprio, mas o importante é que estou tentando e cada vez que eu consigo eu me sinto melhor a cada dia. Espero que em algum momento eu consiga fazer o que eu ainda acho que é minha obrigação, mas não nesse momento.

Ainda falta distinguir e aprender muita coisa para me considerar madura o suficiente para encarar os fatos e as verdades ainda não ditas. Vamos um passo de cada vez e uma comemoração a cada pequena conquista, porque essas farão a grande mudança e me afastarão cada vez mais dessa doença e da pessoa que eu era. E você? Qual dos sentimentos tem falado mais por você? Será que ainda não confunde amor próprio com orgulho disfarçado? Faça uma análise e confie que você pode mudar. Ahh, mas seja sincera ok, muito sincera, porque você merece bem mais.

Fonte do texto: https://osegredo.com.br/2016/07/amor-proprio-x-orgulho/