quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

O QUE AFOGA NÃO É O MERGULHO, MAS PERMANECER DEBAIXO D’ÁGUA…

 O que afoga não é o mergulho, mas permanecer debaixo d’água.

Eu poderia escrever um texto inteiro somente com as belas lições que o livro “O Manual do Guerreiro da Luz” (Paulo Coelho) apresenta. Mas como resenha não é o objetivo deste artigo, detenho-me nesta maravilhosa frase que nos diz: “O que afoga alguém não é o mergulho, mas o fato de permanecer debaixo d’água.” Ela, por si, já nos faz refletir sobre os diversos aspectos da nossa batalha diária.

Muitas pessoas se lamentam por cair nos abismos da vida. Choram e esperneiam, maldizem Deus e o mundo inteiro.

Mas será que elas fazem o que tem que ser feito para sair do abismo?

Quem está nesse mundo aceitou correr os riscos e conhecer os abismos que o aprendizado põe à frente. Quem aceitou vir, aceitou lutar! Sim, pode parecer muito fácil falar, mas a verdade é que não há nada de errado com os abismos (problemas, doenças, decepções, etc.), o diferencial está na nossa atitude diante deles.

Quando Paulo Coelho nos diz que “permanecer debaixo d’água afoga”, ele usa o verbo permanecer para imprimir a ação que irá causar o afogamento. E essa ação é praticada por nós quando desistimos de lutar, quando não queremos mais buscar ajuda, quando ficamos “inertes” e entregues à tristeza e ao desolamento.

Portanto, a culpa não é do mergulho, pois há pessoas que constantemente mergulham em abismos e retornam deles fortalecidas. Nós mesmos já passamos por isso! Fomos e voltamos de tantas decepções, de tantas perdas e lágrimas, mas voltamos e recomeçamos tudo de novo.

Lembre-se: mergulhar em abismos é natural na condição de ser humano e falível em que nos encontramos. Ninguém é perfeito! Ninguém está isento dos erros (de hoje e do passado), mas cada um (e somente cada um) é responsável pelas próprias ações. Não há vítimas nem culpados.

Se você está neste momento no abismo ou debaixo d’água, não permaneça.

Saia dele antes que se afogue.

Fonte do texto: postado por Lidiane Franqui no site: https://osegredo.com.br/2016/06/o-que-afoga-nao-e-o-mergulho-mas-permanecer-debaixo-dagua/