quarta-feira, 1 de março de 2017

ANTES SÓ DO QUE MAL ACOMPANHADO(A)!

 O medo de se sentir sozinho é sempre pior do que a própria solidão. Conheço pessoas maravilhosas, repletas de qualidades mas que não conseguem ser solteiras porque ainda não sabem que já nascemos inteiros.

Tem gente que está sempre em busca de uma metade, mesmo que esta seja podre, só para evitar de ficar só consigo mesmo. E nessa busca implacável, o coração é quem mais sofre. O coitado acaba sendo entregue de bandeja a qualquer um que se encaixe naquele quebra cabeça emocional. E enquanto você tapa os olhos para acreditar que finalmente achou o grande amor da sua existência, a vida segue mandando sinais para que você enxergue com clareza antes que seja tarde demais. Se esse for o seu caso, é possível que você ainda não tenha descoberto o prazer da própria companhia.

E o quanto estar sozinho em casa, se sentindo pleno e feliz, é libertador. Acredito que nem tenha se dado a chance de desligar o celular e descobrir o quanto é satisfatório se mimar com um banho demorado, uma boa música e uma taça de vinho, não necessariamente nessa ordem. Se você é uma dessas pessoas, por favor, responda em silêncio: o que poderia te assombrar tanto em si mesmo que te impede de tentar ser feliz sem precisar estar com alguém? Que medo é esse que te assombra a cada término e a cada início de novos relacionamentos?
Quem nunca viu uma mulher admirável (e não falo dos atributos físicos) que só sai com homens que jamais conseguiriam valoriza-la ou tratá-la com a dignidade que merece? Ou um bom homem que acaba sendo sempre sacaneado pelas mulheres com quem se envolve? É tão comum que chega a ser um clichê.
É como se você como se estivesse num imenso oceano de solidão e aceitasse qualquer boia que pudesse salva-lo e tira-lo daquelas águas, sem perceber que se nadar um pouco, encontrará uma ilha onde poderá se alimentar e sentir-se seguro até que um navio atraque e você decida ir embora.
Será que o ditado está errado? Será que é melhor andar mal acompanhado do que só? E se você só tivesse mais uma semana de vida? Você iria querer passar seus últimos dias ao lado dessa pessoa com quem você se ilude? Pode parecer dramático, mas a morte nos leva sem avisar. É preciso lembrar disso para vivermos a nossa vida com o amor e o prazer que ela merece.   Talvez você precise lembrar do ditado “antes só do que mal acompanhado” mais vezes e repeti-lo até que se convença de que é verdade.
Ninguém deveria passar a vida inteira procurando no outro o que só pode existir dentro de si. E eu espero, de todo o meu coração, que você consiga enxergar o quão maravilhoso você é e o quanto pode se fazer feliz. Não abra as portas do seu destino para ninguém que não saiba te tratar com carinho e o amor que merece.
Comece  a se tratar melhor para que não se sinta agradecido pelas migalhas que o outro te dá. Acredite meu bem, você é inteiro. Todo o amor e a felicidade que você tanto procura moram dentro de você.

Fonte do texto: postado por Priscilla Tenório no site O segredo - via:https://osegredo.com.br/2016/07/antes-so-do-que-mal-acompanhadoa/