O poder da palavra

Aprendi que antes de se praticar o uso da palavra, é necessário conferir poder à esta palavra.

Antigamente eu acreditava que bastava utilizar palavras de efeito positivo para que pudéssemos alcançar efeitos positivos.

Sem dúvida, palavras positivas atraem vibrações positivas.

Porém, só existe um meio de você carregar suas palavras de poder, para extrair delas seu potencial mágico:

É torná-la sagrada. É colocá-la na prática da verdade.

É purificá-la.

A mentira é um exemplo do que diminui o poder da palavra.

Quando uma pessoa mente e você descobre, a palavra da mesma não vai mais surtir efeito para você, por mais lindas e poéticas que elas sejam.

A palavra tem que ser acompanhada da conduta.

Cada vez que você usa a palavra para mentir, estará reduzindo o poder de sua palavra.

Mesmo quando a mentira não servirá para magoar alguém ou como costumamos dizer: apenas uma mentirinha sem importância.

Não se iluda!

A escolha é sua: Você estará enfraquecendo as vibrações de sua palavra.

Quando usamos a palavra para blasfemar, para julgar o próximo, para ironizar pessoas ou situações, damos mau uso à palavra e a palavra perde o poder.

Quando você dá a sua palavra e não cumpre, mesmo que seja apenas não estar presente em uma data ou local combinado, no cumprimento de prazos, mesmo que seja por esquecimento, você enfraquece a sua palavra.

O mesmo acontece com as palavras que ofendem.

Quando você pronuncia uma palavra, principalmente com emoção, emite uma energia ao Universo.

Como toda a energia tem movimento, e como tudo o que você emite ao Universo, acaba voltando ao mesmo ponto, o padrão de vibração que vai, vem trazendo na volta, vibrações semelhantes para quem as emitiu, como um bumerangue.

Sejamos pois, vigilantes das palavras que emitimos, compreendendo que quando a palavra vale menos do que o silêncio, é preferível calar-se.

E se cada palavra emitida é uma energia, quanto menos falarmos desnecessariamente, mais energia, mais poder teremos ao pronunciá-la, compreendendo a sabedoria que também pode vir com o silêncio.

A partir deste estudo, então, estaremos prontos para utilizar palavras sagradas, em todo o seu potencial.

-Autor desconhecido