quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

50 COISAS QUE O DINHEIRO NÃO PODE COMPRAR:

01 – Respeito

02 – Confiança

03 – Honestidade

04 – Consciência limpa

05 – Amizades verdadeiras

06 – Família unida

07 – Felicidade

08 – Paciência

09 – Um amor verdadeiro

10 – Tolerância

11 – Gentileza

12 – Ética

13 – Sabedoria

14 – Caráter 16996046578

15 – Humildade

16 – Sorte

17 – Equilíbrio entre trabalho e lazer

18 – Beleza natural

19 – Conduta

20 – Bom senso

21 – Propósito na vida

22 – Vida longa

23 – Mente aberta

24 – Um dia sem preocupações

25 – Um novo começo

26 – Artérias limpas

27 – Uma grande idéia

28 – Paz de espírito

29 – Um dia feliz

30 – Lembranças felizes

31 – Tempo para relaxar

32 – Atitudes positivas

33 – Um lar feliz

34 – Uma segunda chance

35 – A paz mundial

36 – Bodas de Ouro

37 – Talento

38 – Momentos de qualidade com seus filhos

39 – Personalidade

40 – Uma boa reputação

41 – Juventude

42 – Classe

43 – Justiça

44 – Fé em Deus

45 – Altruísmo

46 – Companheirismo

47 – Lealdade

48 – Compreensão

49 – Um sorriso sincero

50 – Um abraço apertado

-Desconheço autor

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

75 MANEIRAS DE SER INFELIZ, 75 MANEIRAS DE BUSCAR A FELICIDADE:

75 maneiras de ser infeliz:

1. Viver no passado.
2. Se obcecar com o futuro.
3. Reclamar dos problemas em vez de resolvê-los.
4. Medo e resistência a mudanças.
5. Trabalhar muito, fazer o seu melhor e, em seguida, condenar-se por não alcançar a perfeição.
6. Se menosprezar.
7. Estar com pessoas que te menosprezam.
8. Tentar controlar tudo e depois se preocupar com as coisas que você não pode controlar.
9. Mentir para si mesmo e aqueles à sua volta.
10. Fazer a mesma coisa o tempo todo.
11. Ser preguiçoso e seguir o caminho mais fácil.
12. Sentir raiva. Nunca perdoar.
13. Querer estar sempre certo.
14. Sempre achar que os outros são mais bem sucedidos.
15. Deixar pequenos problemas se transformarem em grandes problemas.
16. Nunca aprender algo novo.
17. Nunca assumir a responsabilidade pelas suas ações.
18. Culpar todos ao seu redor.
19. Não pedir informações e não fazer perguntas.
20. Não deixar ninguém lhe ajudar.
21. Desistir quando as coisas ficam difíceis.
22. Não confiar em ninguém.
23. Dormir pouco todas as noites e se convencer de que isso é suficiente.
24. Nunca se desfazer daquilo que não tem utilidade.
25. Dizer “sim” para todos.
26. Tentar ser amigo de todo mundo.
27. Querer fazer tudo de uma vez.
28. Nunca passar algum tempo sozinho.
29. Não ajudar os outros a não ser que você precise. Fazer somente o que te trás benefício.
30. Estar com pessoas que reclamam de tudo.
31. Pensar naquilo que você não quer que aconteça.
32. Ter medo das coisas que não entendemos completamente.
33. Não se considerar bom o suficiente a não ser que alguém te diga isto.
34. Levar a vida muito a sério.
35. Passar a vida trabalhando com algo que não apaixonado.
36. Focar em problemas.
37. Pensar em tudo que você não tem.
38. Ler muitas notícias deprimentes.
39. Estabelecer metas arrojadas para si e nunca fazer nada para alcançá-las.
40. Nunca fazer exercício.
41. Comer somente porcarias.
42. Nunca se importar com sua saúde.
43. Viver em torno do dinheiro.
44. Gastar mais do que você ganha e acumular dívidas.
45. Não falar o que você pensa. Não pensar o que você fala.
46. Fazer cara-feia o tempo todo.
47. Nunca contar a ninguém o que sente ou o que você está pensando.
48. Garantir que tudo que você faça tem que impressionar alguém.
49. Se colocar em segundo plano.
50. Fazer o problema das outras pessoas os seus.
51. Fazer alguém se sentir mal consigo mesmo.
52. Assistir TV por várias horas todos os dias.
53. Apostar com freqüência.
54. Ficar no mesmo lugar. Não viajar.
55. Não se divertir, só trabalhar.
56. Não ter hobbies.
57. Perder seus contatos próximos.
58. Não terminar o que começou.
59. Levar tudo pro lado pessoal.
60. Usar várias drogas. Beber muito álcool.
61. Nunca dizer “desculpa”. Nunca dizer “eu te amo”.
62. Não se esforçar em nada.
63. Sempre esperar até o último minuto.
64. Sempre achar que você tem direito a tudo.
65. Deixar os outros decidirem por você.
66. Lembrar-se dos insultos. Esquecer os elogios.
67. Deixar tudo debaixo do tapete.
68. Depender dos outros para tudo.
69. Não planejar.
70. Não sonhar.
71. Não pensar no futuro.
72. Sempre desconsiderar as opiniões e sugestões alheias.
73. Fazer promessas que não pode cumprir.
74. Não tomar decisões.
75. Apenas ir, ir e ir. E nunca parar.

Fonte do texto: Via: https://osegredo.com.br/2016/12/75-maneiras-de-ser-infeliz-75-maneiras-de-buscar-felicidade/

A RAIVA ADOECE – COMO CONTROLAR AS EMOÇÕES E DEIXAR DE TER RAIVA O TEMPO TODO:

A raiva é um dos piores sentimentos, pois, além de contaminar a alma, ela também machuca outras pessoas.

Neste post, ensinaremos algumas medidas que você pode tomar para acabar com esse problema.

Há pessoas que sentem raiva com muita facilidade, causando mal-estar e contaminando o ambiente com energias ruins.

Todos nós sabemos que ela é capaz de nos cegar a ponto de tomarmos decisões, geralmente pouco inteligentes, por impulso.
Veja que medidas devem ser tomadas:

1. Reflita sobre a pessoa que lhe causou raiva

Quando levamos em consideração que cada um tem personalidade própria, pensa e age diferente de nós, então somos capazes de ser mais tolerantes.

Reflita sobre o amor incondicional que devemos ter pelas pessoas e sempre procure esclarecer os fatos para evitar qualquer mal-entendido.

2. Saiba respeitar opiniões contrárias

Estamos vivendo uma fase muito delicada: as pessoas estão cada vez mais intolerantes e incapazes de ouvir argumentos diferentes do que acreditam.

Frequentemente amigos se excluem em redes sociais e este é o retrato de uma sociedade imatura.

Devemos entender que quem pensa diferente nem sempre é o nosso inimigo ou um opressor.

A dica é fugir de brigas ou assuntos que você não é capaz de debater saudavelmente.

3. Tenha amor incondicional

Há quem vive chegando atrasado, quem nunca sorri, quem é sensível demais ou quem sempre está de mau humor.

Essas características tendem a nos irritar, mas devemos trabalhar nossa mente para que não entremos em conflitos que só nos farão mal.

As limitações dos outros não devem afetar nossa saúde e bem-estar.

Quando você passar por alguma experiência ruim, procure pensar no valor que aquela pessoa tem e a ame independentemente das falhas.

4. Evite conflitos

Muitas vezes nós mesmos procuramos o confronto com ações agressivas.

Seja no trabalho, seja em casa, seja em qualquer outro lugar.

Qual o resultado disso?

Quase sempre, muito desgaste emocional e um desperdício de tempo.

Se você não gosta de como algumas pessoas trabalham, se conhece alguém que só critica você, evite o conflito.

Antecipe-se e evite situações que só vão lhe trazer aborrecimentos.

5. Dialogue

Com diálogo sincero e o coração aberto, nós podemos criar pontes entre as pessoas – não há nada mais saudável do que isso.

Procure dizer o que pensa e tome cuidado com as palavras e o tom de voz que usa.

Se você não consegue se expressar bem falando, escreva uma mensagem, mas não deixe de dizer o que incomoda, pois isso ajuda a resolver problemas e evita mal-entendidos.

Fonte do texto: https://osegredo.com.br/2016/06/raiva-adoece-como-controlar-as-emocoes-e-deixar-de-ter-raiva-o-tempo-todo/

ASSUMA UM RELACIONAMENTO SÉRIO COM VOCÊ MESMO(A)!

Assuma um relacionamento sério com você mesma, garanto que esse romance vai durar a vida inteira. Ame estar cercada por pessoas que gosta, mas saiba apreciar a sua própria companhia. Só você sabe o quando doeu se envolver por alguém que não valeu a pena, só você sabe como foi ser deixada no meio do caminho e ter que seguir em frente.

Aproveite certos momentos sozinha, ouvindo aquelas músicas estranhas que só você curte, tirando aquele livro empoeirado da estante e aprendendo a lidar com novos finais, removendo tudo aquilo que pensou que precisava mas que, na verdade, nunca acrescentou em nada. Tire essas coisas antigas que só acumulam espaço, dê chances a você mesma e se desfaça de tudo que não traz paz.

Se leve pra um passeio e saia por aí, descobrindo novos jeitos de encarar a vida. Se acompanhe, se convide pra aquele programa que você sempre quis fazer, ao invés de esperar convite dos outros. Valorize mais o relacionamento você-com-você mesma, porque a única pessoa que você pode contar sempre que precisar, a única pessoa que sempre estará ao teu lado, do início ao fim, será você mesma.
Descubra-se e finalmente perceba que não vale a pena perder tempo tentando descobrir os outros. Talvez o mar não esteja pra peixe, talvez encontrar alguém bacana nesse oceano de gente, esteja realmente em falta, ou talvez chegou aquele momento que você precisa do tempo pra se conhecer mais, pra acalmar o coração, pra trazer a calmaria que você precisa, pra fazer tudo o que você deseja sem ninguém por perto, e pra, no final de tudo, nadar sozinho por um tempo.

Às vezes boiar tranquilo, em seu próprio ritmo, olhar para o céu e perceber que, na verdade, você não está sozinho, que a sua própria companhia é bem mais sincera que um relacionamento baseado em mentiras. Olhar dentro da própria solidão e se encontrar é ter a compreender que você pode até não ter alguém do lado, mas dentro de você, com certeza você tem! Às vezes tempo é tudo que a gente precisa pra ficar bem, então fique bem com você mesma.

Em vez de perder tanto tempo tentando conhecer alguém que valha a pena, poupe o seu tempo conhecendo você mesma. Namore você mesma por um tempo, busque cada dia mais uma versão melhor de você. Uma hora a gente aprende a completar aquele vazio com o inteiro da gente e não com um pedaço do outro.

Fonte do texto: https://osegredo.com.br/2016/06/assuma-um-relacionamento-serio-com-voce-mesmoa/

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

13 COISAS QUE PESSOAS MENTALMENTE FORTES NÃO FAZEM

Pessoas de mentalidade forte possuem hábitos saudáveis. Elas lidam com suas emoções, pensamentos e comportamentos de forma a empodera-las para o sucesso na vida. Verifique essas coisas que as pessoas mentalmente fortes não fazem para que você também possa ter uma mente forte.

1) Elas não perdem tempo sentindo pena de si mesmas

Pessoas de mentalidade forte não ficam sentindo pena de suas circunstâncias ou como os outros as trataram. Ao invés disso, elas assumem a responsabilidade por seu papel na vida e compreendem que a vida nem sempre é fácil ou justa.

2) Elas não deixam de lado seu poder

Elas não permitem que os outros as controlem, e elas não permitem alguém tenha poder sobre elas. Elas não dizem coisas como, “Meu chefe me faz sentir mal”, porque elas compreendem que elas estão no controle sobre suas emoções e elas possuem a escolha de como reagir.

3) Elas não fogem dos desafios

Pessoas mentalmente fortes não tentam evitar o desafio. Ao invés disso, elas dão boas vindas de forma positiva às mudanças e estão sempre querendo ser flexíveis. Elas compreendem que a mudança é inevitável e acreditam em suas habilidades de adaptação.

4) Elas não gastam energia com coisas que não podem controlar

Você não ouve uma pessoa mentalmente forte reclamando da mala perdida ou do trânsito. Ao invés disso, elas focam naquilo que podem controlar em suas vidas. Elas reconhecem que algumas vezes, a única coisa que podem controlar, é sua atitude.

5) Elas não se preocupam em agradar todo mundo

Pessoas mentalmente fortes reconhecem que não precisam agradar todo mundo o tempo todo. Elas não têm medo de dizer não ou falar quando é necessário. Elas buscam ser gentis e justas, mas podem lidar com outras pessoas chateadas se elas as fizeram felizes.

6) Elas não têm medo de assumir riscos calculados

Elas não assumem ricos bobos ou fáceis, mas não se importam de assumir riscos calculados. Pessoas mentalmente fortes investem tempo pesando os riscos e benefícios antes de tomar uma grande decisão, e elas estão completamente informadas dos problemas possíveis antes de tomarem ação.

7) Elas não renegam o passado

Pessoas mentalmente fortes não gastam tempo renegando o passado e querendo que as coisas fossem diferentes. Elas reconhecem o passado e podem dizer o que elas aprenderam com ele. Entretanto, elas não revivem constantemente as experiências ruins ou fantasiam sobre os dias gloriosos. Ao invés disso, elas vivem para o presente e planejam para o futuro.

8) Elas não cometem o mesmo erro várias vezes

Pessoas mentalmente fortes aceitam a responsabilidade por seu comportamento e aprendem com os erros do passado. Como resultado, elas não ficam repetindo os mesmos erros sempre. Ao invés disso, elas seguem em frente e tomam melhores decisões no futuro.

9) Elas não ficam ressentidas pelo sucesso alheio

Pessoas mentalmente fortes conseguem apreciar e celebrar o sucesso na vida de outras pessoas. Elas não ficam invejosas ou se sentem trapaceadas quando outros as superam. Ao invés disso, elas reconhecem que o sucesso é conquistado através de trabalho duro, e elas estão querendo o trabalho duro para própria chance de sucesso.

10) Elas não desistem depois da primeira falha

Pessoas mentalmente fortes não percebem uma falha como razão para desistir. Ao invés disso, elas usam o erro como uma oportunidade de crescer e melhorar. Elas querem continuar tentando até conseguirem fazer o certo.

11) Elas não temem a solidão

Pessoas mentalmente fortes conseguem tolerar a solidão e elas não temem o silêncio. Elas não têm medo de ficarem sozinhas com seus pensamentos e elas podem usar esses momentos para serem produtivas. Elas curtem sua própria companhia e não são dependentes de outros para companhia e diversão todo o tempo, mas conseguem ser felizes sozinhas.

12) Elas não acham que o mundo deve alguma coisa a elas

Particularmente na economia atual, executivos e empregados em qualquer nível estão começando a perceber que o mundo não lhes deve um salário, um pacote de benefícios e uma vida confortável, independente de sua preparação e educação. Pessoas mentalmente fortes entram no mundo preparadas para trabalhar e serem bem sucedidas por seus méritos, em cada estágio do jogo.

13) Elas não esperam resultados imediatos

Seja uma rotina de treinos, um regime nutricional ou começar um novo negócio, pessoas mentalmente fortes estão comprometidas com o Longo prazo. Elas sabem muito bem não esperar por resultados imediatos. Elas dedicam suas energias e tempo em doses medidas e celebram a cada meta e aumento de sucesso ao longo do caminho. Elas possuem o “poder de permanecer”. E elas compreender que mudanças genuínas levam tempo.

Você tem a mente forte?

Existem elementos dessa lista que você precise mais?

Fonte: internet

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

QUANDO VOCÊ DEIXAR DE ESPERAR, SUA VIDA MUDA!

Eu gosto de agir de forma sincera ante a vida, ante a minha vida. Uma das minhas tarefas diárias consiste em liberar a consciência de minhas ilusões ou promessas eternas. Eu percebi que usei um monte de alta energia quando me imaginei na situação futura que queria. Eu me concentrei muito no amanhã.

Então eu decidi parar de viver esperando. Quando você toma essa decisão, seu coração respira aliviado e sua alma começa a viver de verdade. Em geral, nos concentramos em como viver, não percebendo que apenas com isso nos condicionamos e não vivemos realmente. Nós aprisionarmos e robotizamos a nossa alma.

Então um dia eu decidi parar de pensar sobre mim mesmo, sobre o que eu esperava de mim, de todas as minhas ilusões. Eu decidi parar de criar expectativas e viver nelas continuamente, de forma constante … Decidi me concentrar no que estava acontecendo em cada momento e apreciar, em vez de esperar.

“O passado fugiu, o que você espera está ausente, mas o presente é seu.” – Provérbio árabe

Pare de esperar algo dos outros

Decidi, portanto, parar de esperar algo dos outros. Pois as pessoas ao seu redor te valorizarem, seu parceiro te entender, você compreender a si mesmo e os outros confiarem em você, no seu potencial… nem sempre é fácil. Eu aprendi que a coisa mais importante é eu acreditar em mim e fazer as coisas sem esperar nada em troca.

NÃO ESPERE O DINHEIRO EM SEU DIA A DIA

Antes eu me concentrava em grandes somas de dinheiro como consequência de grandes oportunidades de trabalho que esperava com ilusão. Eu percebi que quanto mais ansiava o material, menos a vida me dava, menos me movia em direção aquele estado. Então eu aceitei de bom grado o que já tinha e que não precisava de mais para me sentir bem comigo mesmo ou ser feliz.

Eu percebi que não estava gostando e saboreando o que tinha no momento, porque só me focava no futuro, ganhando mais e mais … estava realmente perdendo o momento mais importante, o momento presente.

PARE DE ESPERAR QUE TUDO SEJA PERFEITO

Por que esperar que tudo seja perfeito?

Quando você para de esperar que tudo seja perfeito, deixa de depender do ambiente para trazer a tona o seu verdadeiro poder, serenidade e equilíbrio interior. Perfeição não existe, deixe de correr atrás dela.

“Confia no tempo, ele geralmente oferece saídas doces a amargas dificuldades.” – Miguel De Cervantes.

Fonte: http://www.sentimentosemfrases.com/quando-voce-deixar-de-esperar-sua-vida-muda/

AS BOAS PESSOAS CHORAM ESCONDIDAS

Ainda que aparentem ser muito fortes e que pareça que elas podem enfrentar todos os problemas, seus e alheios, a verdade é que as boas pessoas têm um limite e também precisam de apoio.

As boas pessoas carregam muitas decepções em seu coração e, ainda que aparentem ser fortes e estarem sempre com um amável sorriso, em algumas ocasiões elas costumam vestir uma armadura na qual se escondem para chorar, para desafogar em solidão várias de suas amarguras.

As boas pessoas nem sempre foram alegres, mas dispõem desta força vital que lhes ensina a ser valentes e enfrentar as dificuldades olhando para o futuro e fazendo todo o melhor por aqueles que as rodeiam.

No entanto, algo que devemos saber é que é preciso ter espaços próprios, instantes nos quais podemos priorizar a nós mesmos para estimular nossa autoestima, porque quem vive dando tudo pelos demais, em algum momento pode acabar vazio.

Convidamos a todos a refletir sobre isso neste artigo.

As boas pessoas vestem uma segunda pele que as torna especiais.

As pessoas de coração nobre vestem uma couraça com a qual mostram ao mundo sua força, superação e valentia. No entanto, esta não é mais do que uma armadura de proteção, porque em seu interior se esconde um coração sensível demais às dores do mudo.

Podem pensar que são capazes de solucionar tudo, de dar a melhor resposta a qualquer problema, e que são o abraço que envolve toda alma que precisa de apoio.

No entanto, é preciso levar em conta que quem vive somente para consolar acaba recolhendo tristezas demais.

É necessário considerar os seguintes aspectos:
As boas pessoas são personalidades altamente sensíveis

Pode ser que mais de um de vocês se pergunte quem consideramos “boas pessoas”. Todos temos muito claro o que nos faz bem, todos fazemos o melhor pelos demais e valorizamos o respeito, a convivência e a harmonia.

Então, quem tem o mérito de se considerar uma melhor pessoa do que os demais?
Na realidade, este é apenas um termo para designar este tipo de personalidade que prioriza mais as necessidades alheias do que as próprias.
Elas percebem de uma forma mais intensa o sofrimento e as preocupações dos outros. São mais receptivas e emocionalmente mais sensíveis.
O fato de mostrar mais proximidade pelos demais faz com que sofram mais decepções do que seria necessário, e este tipo de dor emocional não pode ser controlada de forma tão adequada.
Não se recuperam tão rápido.Uma palavra maldosa, um ato egoísta, deixa uma marca neles e, ainda que a dissimulem e aparentem ser fortes, seu interior fica ferido.

Evitam mostrar suas feridas, falar de seus problemas ou se mostrar vulneráveis

Esta é uma característica muito comum das pessoas de coração nobre. Esta segunda pele da qual falamos no início atua como uma espécie de revestimento sob o qual escondem sua dor emocional.

Assim comohá pessoas que gostam de evidenciar suas decepções ou o quanto estão doídas com o mundo, as personalidades mais nobres evitam fazer isso e, mais ainda, escondem e dissimulam o que sentem muito bem.
O problema reside no fato de que elas acumulam decepções demais e fatos não solucionados, não enfrentados.Toda esta dor emocional deixa marcas e a carga pode chegar a ser insustentável.
Apesar disso, elas seguirão aparentando normalidade e seguirão dizendo que sim, ainda que este dia não possam lidar com a sua alma, ainda que desejem procurar um lugar para estar em solidão.
Como controlar a dor emocional que acumulamos às escondidas

Pense que cada decepção, cada briga e traição vai deixar uma marca no seu interior. Leve em conta também que quem se acostuma a perdoar exageradamente faz com que os demais se vejam no direito de machucar.

Não devemos permitir isso. As boas pessoas não têm asas, não são anjos destinados somente a cumprir desejos, a curar solidões e a aliviar problemas. São de carne e osso e, além disso, dispõem de um coração mais frágil do que a maioria.

Por isso, é necessário colocar em prática as seguintes estratégias.
Tempo para você, tempo para o desabafo emocional

Se você não se sentir bem, não poderá dar o melhor de si a aqueles que o rodeiam. Pouco a pouco você pode cair em um círculo vicioso no qual a frustração acabará prejudicando o seu crescimento pessoal.
Dê a si mesmo tempo para se cuidar e atender.Você tem o direito de dizer “não”, porque um “não” a tempo e sincero mostra aos demais que você também tem as suas necessidades, e nem por isso você é uma má pessoa.
Pratique o desabafo emocionalpara canalizar muitas destas sensações que ficaram presas em você. Chore se precisar, escreva, passeie e fale com outras pessoas que possam entender e ajudar.
Você também precisa do apoio dos outros.Você não é um super-herói ou heroína: é uma pessoa com um coração sensível que também pede reconhecimento e carinho.
Ofereça as suas energias e emoções a quem as mereça de verdade

Chegará um momento em que teremos que ser seletivos. Há quem dê tudo por alguém e, em troca, receba apenas desprezos e vazios.
Devemos evitar investir tempo, esforços e emoções em quem nos faz mal, porque podemos sair muito prejudicados destas interações.

Não é por pensar em você que você vai ser egoísta. Trata-se somente de manter um equilíbrio adequado onde todos ganhem, onde a reciprocidade e o respeito nos permitam crescer com esta linguagem que nasce do coração e da sinceridade.

Fonte do texto: Melhor com saúde - via: https://osegredo.com.br/2016/04/as-boas-pessoas-choram-escondidas/

DESCONFIE DE QUEM NUNCA SAI DO SÉRIO!

“Não se curem além da conta. Gente curada demais é gente chata.” (Nise da Silveira)

***
Não é preciso ter formação em Psicologia para saber que todos temos nossos momentos de desequilíbrio, seja sozinhos ou na frente de quem for, quando explodimos incontrolavelmente, soltando o verbo. Por mais que seja necessário evitar destemperos em frente a quem não tem nada a ver com isso, existem momentos em que nada mais é capaz de conter tudo aquilo que precisa sair de dentro de nós.

É fato que devemos sempre tentar manter a calma diante das atribulações, não descontando nossos problemas nos outros, rindo de nós mesmos, porém, muitas vezes nos vemos em meio a situações que nos testam os limites da paciência de uma forma tão intensa, que qualquer resquício de racionalidade acaba caindo por terra.

Cada um se desequilibra com mais ou menos intensidade, mas todos – ou quase isso – iremos explodir, mais dia, menos dia.

Parece que os rumos que as sociedades vêm tomando contribuem ainda mais com o desequilíbrio emocional de todos. Assistimos, de tempos para cá, à crescente intolerância para com o diferente, à sobrevivência do racismo, à cultura do status, do egoísmo, ao esvaziamento ideológico, à corrupção que cresce junto com a crise financeira. Assistirmos ao noticiários tornou-se um exercício de paciência, diante de tantas injustiças e misérias contida em cada reportagem.

No plano da convivência social, está cada vez mais difícil às pessoas manter o respeito e o entendimento, para um convívio harmônico. Isso, em grande parte, é consequência dessa dificuldade de muitos em aceitar que nem todo mundo vai agir conforme querem, pois as verdades de cada um são de cada um e não da maioria, tampouco podem ser tidas como absolutas. E então a elevação da voz e a agressividade substituem a argumentação ponderada.

No entanto, mesmo que não seja o desejável, existirão momentos em que teremos de deixar extravasar, gritar, enfrentar o outro, chutar o balde, dizendo o que está entalado na garganta, doa a quem doer. Muitas pessoas não têm senso de limite e teremos de deixar bem claro a elas qual é o nosso. Por essa razão é que causa estranhamento encontrarmos alguém que nunca sai do sério, nunca se desequilibra, nunca eleva a voz, mesmo em meio a uma discussão acalorada. Uma pessoa tão fleumática, em toda e qualquer situação, acaba passando a imagem de alguém sem sentimentos e frio, embora isso nem sempre corresponda à realidade.

Por isso, quando necessário, dê-se a oportunidade de gritar por seus limites, de bradar pelos seus direitos, de externar seu descontentamento com veemência, de indignar-se contra atitudes aviltantes, de lutar por suas verdades, pois, às vezes, é só assim que espantamos de nossas vidas tudo aquilo que nos faz mal. Às vezes, é só assim que não nos sufocamos por dentro e respiramos aliviados enquanto caminhamos rumo à realização de nossos sonhos.

Fonte do texto: escrito por Marcel Camargo - via: https://osegredo.com.br/2016/04/desconfie-de-quem-nunca-sai-do-serio/

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

UMA BOA EDUCAÇÃO COMEÇA PELO BOM EXEMPLO

Algumas pessoas dizem que a vida é complexa demais, egoísta e tão cheia de desigualdades, que é melhor não trazer mais filhos para o mundo para evitar essa infelicidade. Não é um argumento adequado.

Somos nós, os pais, as mães e os educadores, os responsáveis por formar pessoas boas e responsáveis.

As crianças felizes têm disposição e coragem para transformar o mundo, para torná-lo mais nobre e igualitário. Isto seria uma utopia?

A educação não é somente ensinar a falar, atravessar a rua ou transmitir conhecimentos.

Educar é formar pessoas, e somos nós o espelho através do qual as crianças começam a entender o mundo; elas entendem melhor os exemplos do que as palavras.

Todos nós lembramos de experiências da nossa infância que foram marcadas pela inconsistência.

Muitos pais pregam um conjunto de valores que eles mesmos nunca colocaram em prática: o valor do respeito, o reconhecimento, a capacidade de ouvir, etc.

À medida que crescemos, vamos percebendo a diferença entre palavras e ações. Se os nossos pais não foram um bom exemplo, temos que ter em mente que “não devemos seguir os exemplos dos nossos pais”, “não devemos cometer os mesmos erros”.

Ter bons exemplos facilita a vida da criança. Seu mundo se torna mais harmônico e íntegro, não existem inconsistências e ela se sente mais segura para enfrentar a vida.

Vamos refletir um pouco sobre isso?
Como ser um bom exemplo para as crianças

Não fique obcecado com a ideia de ser o melhor exemplo para seus filhos.

O importante é ser uma pessoa equilibrada e coerente, alguém com capacidade de amar o suficiente para entender a educação como o melhor dos desafios que uma pessoa pode enfrentar.

Ninguém é infalível, ninguém enfrenta a vida sem cometer erros. A educação é um ato de amor dividido em 365 dias por ano e 24 horas por dia, sem trégua.

Será utopia querer dar ao mundo pessoas corajosas e felizes com capacidade de mudá-lo? De jeito nenhum.

Esse poder está em nossas mãos e na nossa capacidade de dar ao mundo crianças felizes que se tornarão adultos capazes de transformar nossa realidade.

Como conseguir isso? A seguir damos algumas ideias.
Conheça a si mesmo(a)

Não é necessário ser um reflexo de virtudes infinitas para ser um bom exemplo para as nossas crianças. É preciso conhecer a si mesmo para gerenciar adequadamente suas emoções, ações, palavras e comportamentos.

– As pessoas de caráter irregular e variável não oferecem segurança para as crianças.Elas não sabem como se comportar e se sentem inseguras. Se hoje lhe fazemos promessas e não as cumprimos, sofrerão de instabilidade emocional.

– Um maior autoconhecimento, um melhor gerenciamento das emoções e controle do comportamento. Dessa forma, compreenderemos a necessidade de sermos coerentes, de darmos exemplos corretos e de sermos o apoio do qual eles precisam para se desenvolverem com equilíbrio, sem excessos ou falta de carinho.
Permita que o seu filho siga o seu exemplo

Os sistemas educacionais estão formando pessoas iguais; crianças que pensam da mesma maneira. Pior ainda, a criança precisa ser como todas as outras e agir da mesma forma por medo de “ser diferente”.

Dar um bom exemplo é ser coerente com as nossas palavras, transmitir aos nossos filhos o melhor de nós mesmos para que utilizem tudo isso em benefício próprio e se transformem em pessoas únicas e corajosas.

Dar bons exemplos aos filhos não significa desejar que eles sejam cópia dos pais. Mostre-lhes o que é bom, ensine-os a serem pessoas felizes e capazes de dar felicidade aos outros.

– Dar um bom exemplo é despertar o intelecto e revitalizar as emoções para que haja reconhecimento, reciprocidade e correspondência.

– Dar um bom exemplo é oferecer calma, ensinar que a palavra e o ato são a mesma coisa, e mostrar que as pessoas devem ser responsáveis pelo que dizem e pelo que fazem.

– Dar um bom exemplo é permitir que a criança encontre harmonia dentro da sua própria família. Esse equilíbrio e os valores aprendidos no lar a ajudarão a tornar-se uma pessoa única e especial. Alguém com identidade própria e com capacidade para mudar o mundo…

Fonte do texto: https://osegredo.com.br/2016/01/uma-boa-educacao-comeca-pelo-bom-exemplo/

APRENDA A RECONHECER UM MANIPULADOR

Você não quer ser manipulado por ninguém? Então aprenda a reconhecer um manipulador.

“O primeiro requisito para manipular bem uma pessoa é fazer com que ela não perceba que está sendo manipulada”.

Esta frase pode parecer um pouco estranha, mas é assim que age um manipulador.

As manipulações mais comuns acontecem dentro do ambiente familiar: pode acontecer entre um casal e familiares próximos, que acreditam que podem direcionar o comportamento um do outro.

A manipulação pode ser exercida por uma pessoa que acha que sabe o que é melhor para o outro e tenta definir seu caminho, e também por pessoas que agem em benefício próprio.

Não é fácil detectar um manipulador habilidoso e experiente. Suas táticas são tão sutis que é difícil perceber suas intenções. Muitas vezes, a pessoa que está sendo manipulada não quer acreditar no que está acontecendo, pois isso lhe causa dor e sofrimento.

Quando a manipulação é executada por alguém próximo, é quase impossível entender o que está acontecendo. Por exemplo, em um relacionamento amoroso, os dois devem tomar decisões sem que o outro se sinta magoado ou ferido.

Se um dos dois é manipulador, acontece o que chamamos de “desequilíbrio de poder na relação”: um assume o papel de dominador e o outro de dominado. Isto afeta todas as questões cotidianas, como dinheiro, sexo, crianças, atividades, passeios e trabalho.

Você quer saber se o seu parceiro ou alguém próximo está manipulando-o?

Então preste atenção a estes sinais, pois se você não reagir a tempo, poderá sofrer sérias consequências.

1- Você se sente culpado por tudo. 

Esse é o poder que o outro exerce sobre você. Não importa o que faça, diga ou pense, e mesmo que não tenha cometido nenhum erro, esse sentimento aparece.

“Você vai me deixar sozinho para sair com seus amigos”. “Estou doente, não posso sair para trabalhar”… Um manipulador é especialista em distorcer os fatos e mudar a situação a seu favor, para que o outro se sinta responsável e culpado.

2- Vivenciamos os traumas do outro.

Quando temos um relacionamento amoroso ou mesmo de amizade com alguém e descobrimos que algo de muito grave aconteceu na sua infância ou no seu passado, lhe damos todo nosso apoio. O problema é que os manipuladores se aproveitam da nossa boa vontade e passam a exigir cuidados constantes.

As suas fraquezas e inseguranças são projetadas nas pessoas do seu convívio.

“Não quero que você saia à noite porque me lembro que a minha noiva me traiu com o meu melhor amigo”. “É melhor não trabalhar para não sofrer assédio do chefe, como aconteceu comigo”. Assim, ele acaba tirando a sua liberdade e não permite que você tome suas próprias decisões.

3- Dizem que têm medo de ser abandonados.

Alegam que sofreram algum trauma que não conseguem esquecer. “Tenho medo que me abandone”, “Não posso viver sem você”, “Me falta o ar quando você não está ao meu lado”.

Acreditam que, com essa tática, o companheiro vai perdoar os seus erros. Existe uma linha muito tênue entre compreensão, consideração e manipulação emocional. Não permita que os problemas alheios o sobrecarreguem e atrapalhem a sua vida.

4- Duvidamos da nossa capacidade.

Antes de conhecer seu parceiro, você era uma pessoa segura, se alegrava com seu sucesso, tinha uma boa autoestima. Agora, já não está tão seguro de si e duvida das suas habilidades. Atenção: quando essas dúvidas aparecem, elas podem estar relacionadas aos comentários e ações de outras pessoas, (trabalho, amizades, escola e família).

O objetivo do manipulador é mantê-lo preso a ele. Age como se você não tivesse capacidade de executar suas tarefas e como se outra pessoa precisasse fazê-las por você. Isso pode enfraquecer a pessoa que está sendo manipulada e torná-la dependente e sem vontade própria.

As pessoas que utilizam essas práticas são muito hábeis e sutis. Será que estamos sendo manipulados e nem percebemos?

Para que uma parceria funcione, ambos devem “olhar para a mesma direção” e se apoiar mutuamente. Se você está sendo manipulado, não se considere culpado; é preciso parar e refletir. Talvez seja melhor desviar-se do caminho para que as coisas não piorem.

Fonte do texto: A mente é maravilhosa -via: https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=5065320611351423720#editor/target=post;postID=7856949821064242999